Profissional Crossmedia – parte 1

É comum encontrar notícias sobre as dificuldades que muitas empresas têm de encontrar profissionais qualificados para ocupar determinados cargos. A falta de experiência, aliada a ausência de uma formação acadêmica torna em algumas áreas a oferta por profissionais bem escassa.

E o mercado da economia criativa é um bom exemplo disso, devido à forte demanda por profissionais mais qualificados e polivalentes inclusive no uso de novas tecnologias.

E quando pensamos na área editorial é essencial que designers e profissionais da área estejam alinhados com as novas técnicas, formatos e plataformas de produção e distribuição. Mais do que nunca as empresas precisam se comunicar por diversas mídias, seja no mundo online, off-line ou ambos. (crossmedia).

Estar atualizado é crucial (sempre foi, e atualmente torna-se ainda mais). E lembre-se: você sempre estará competindo com muitos outros. E o mercado de trabalho é implacável com relação à ausência de um investimento no seu autodesenvolvimento.

Um profissional crossmedia consegue guiar seus clientes e projetos para o formato e canais de distribuição mais compatíveis, extraindo ao máximo o potencial de cada plataforma, com o melhor custo x benefício.

Entender os benefícios de produzir um app para um catálogo, ao invés de um hot site, saber que um ebook nunca vai ser aceito no Google Play e quais recursos interativos são suportados no ePUB 3 de layout fixo. São situações no dia a dia deste setor da economia criativa.

Um exemplo mais específico. Você recebe um briefing para produção de um livro infantil digital, que inclui em seu conteúdo vídeo, áudio e animações com movimentos simples em alguns personagens. O cliente deseja distribuir apenas nos dispositivos da Apple – iPad e iPhone.

Então, no seu orçamento você vai indicar qual formato – ebook ou App? Neste caso, a diferença por um ou outro pode chegar a mais de R$ 2 mil! Com grandes chances de inviabilizar o projeto.

Profissional Crossmedia

Inspire-se no caso do designer Gabriel Leles, que buscou capacitação para desenvolver sua pesquisa e projeto final para pós-graduação em Design Editorial. O estudo buscou evidenciar as características das revistas digitais, em relação a linguagem, interações, fluxo de produção e meios de distribuição, fazendo uma análise comparativa com as principais revistas nacionais de videogame nos formatos impresso e digital. Acesse a pesquisa completa – Play Again – revista digital de retrogames.

“O treinamento, com a Dualpixel, e o TCC me possibilitaram atuar também no campo digital, participando de novos projetos, além de conhecer melhor o potencial do InDesign como ferramenta de trabalho.”

Confira um pouco da trajetória do projeto Play Again nesta entrevista com Gabriel Leles

:: O que te motivou na escolha do tema do TCC ?

Minha maior motivação foi a oportunidade de projetar um novo produto digital abordando a temática de videogames, da qual tenho grande afinidade. Além da chance de explorar uma nova plataforma e experimentar algo diferente das convencionais revistas do mercado.

:: Quando você começou a pesquisar o tema, quais conteúdos encontrou e foram úteis ?

Durante a pesquisa, encontrei algumas monografias de estudantes e profissionais da área de design, além de livros e artigos online sobre publicação digital. A pesquisa também me direcionou para alguns centros de treinamento para mídia digital.

Referências e revisões…

:: Quais foram as barreiras para realizar o projeto ?

Minha experiência no mercado de Design Editorial durante a pós-graduação se limitava ao campo gráfico, nunca havia projetado uma revista no formato digital. Conhecer as plataformas de publicação e as ferramentas de produção desta mídia foram alguns dos desafios para conseguir dar o pontapé inicial no projeto.

:: Quais foram os pontos determinantes para você optar pelo nosso curso ?

A boa referência no mercado, a assistência durante e pós treinamento, conteúdo atualizado e bons benefícios na compra.

:: Quais tópicos do curso mais te auxiliaram na realização do TCC

Os tópicos sobre produção de publicações no Indesign e sobre a plataforma de publicação da Adobe foram de grande importância para a pesquisa e produção do projeto. 

:: O que mudou na sua rotina profissional ? 

O treinamento, com a Dualpixel, e o TCC me possibilitaram atuar também no campo digital, participando de novos projetos, além de conhecer melhor o potencial do InDesign como ferramenta de trabalho. 

Equipe WarpZone na Brasil Game Show 2016

:: Citar benefícios e/ou oportunidades atingidas após a capacitação e/ou projeto de TCC

Após a conclusão do treinamento e do TCC, tive a oportunidade de participar de um novo projeto para a Revista WarpZone, onde trabalho atualmente como Diagramador, além de poder aplicar os conhecimentos adquiridos no curso para criar novos tipos de conteúdos na rotina de trabalho.

Confira as interações e conteúdo sobre retrogames!

Baixe a revista Play Again, disponível pelo APP Adobe Content Viewer, na Apple app store e Google Play. Confira também a página do projeto no Behance.

Revista Play again from Gabriel Leles on Vimeo.

Acompanhe a segunda parte deste artigo com dicas sobre como iniciar um projeto crossmedia. Aguarde!

Enquanto isso leia sobre os novos rumos das publicações digitais neste artigo W3C e IDPF unem Forças para o Avanço das Publicações Digitais.


Bio

Gabriel da Silva Leles

Brasileiro, 29 anos, graduado em Tecnologia em Produção Multimídia pelo Centro Universitário Senac e pós-graduado em Design Editorial pelo Senac Lapa Scipião. Possui mais de 5 anos de experiência na área de Design Gráfico e Editorial, trabalhando com diagramação de materiais de comunicação e didáticos, pré-impressão, projetos editoriais e EaD. Atualmente trabalha como Designer Gráfico na Polishop e na Revista WarpZone.

Portfolio | LinkedinEmail | Tel: 11 98477-6047

COMPARTILHAR:
, , , ,

Felipe Santos

Especialista Adobe em InDesign, Photoshop e Digital Publishing Suite, com 25 anos de experiência nas áreas de pré-impressão, editoração e tratamento de imagens, transita desde 2010, após o lançamento do iPad, entre as midias impressa e digital. Apaixonado por publicações digitais é entusiasta de novas ferramentas, plataformas e formatos.

Deixe uma resposta