Tela ultrawide ou dois monitores? Veja qual a solução mais produtiva

Tela ultrawide ou dois monitores? Veja qual a solução mais produtiva

Os monitores do tipo ultrawide chamam a atenção pelo tamanho da área de trabalho que eles proporcionam. Será que, mesmo com um preço alto, eles são uma boa opção para quem quer aumentar a produtividade? Ou será que utilizar dois monitores causa o mesmo efeito e compensa em custo/benefício? Confira o comparativo:

PRATICIDADE
Com um aspect ratio de 21:9, os monitores ultrawide se assemelham às telas de cinema. Isso significa que, na prática, há bem mais espaço horizontal de visualização em comparação com os monitores comuns.

A primeira das vantagens dos modelos ultrawide é a praticidade de instalação. Ao utilizar mais de um monitor simultaneamente é preciso conectar todos na placa de vídeo. Nos monitores do tipo ultrawide com apenas uma conexão é possível ter o mesmo benefício. Ou seja, menos fios, mais organização.

monitor ultra
Alguns modelos permitem a conexão de outros dispositivos (Foto: Divulgação/LG)

Com isso, você não precisa perder tempo para configurar várias telas e permite uma frequência única da taxa de atualização (Hertz). O resultado com o uso por várias horas seguidas pode ser um melhor conforto para os olhos.

DESEMPENHO
Geralmente, quem opta por utilizar mais de um monitor é porque não quer perder tempo com a rolagem de tela. Pessoas que trabalham com edição de imagem ou que precisam utilizar diversos programas ao mesmo tempo, montam um setup com vários monitores para ganhar produtividade.

games
Monitores Ultrawide tiram as barras ocasionadas pelas bordas dos monitores simultâneos (Foto: Reprodução/Twitter)

Os modelos ultrawide fornecem o mesmo benefício que os monitores simultâneos, com uma vantagem: apresenta a imagem sem as barras ocasionadas pelas bordas dos monitores montados lado a lado.

Isso quer dizer que além do uso para trabalho ao abrir vários aplicativos na mesma tela, você poderá assistir a filmes ou jogar sem nenhuma interferência visual.

multitarefa
Trabalho multitarefa realizado em monitor Ultrawide (Foto: Divulgação/LG)

No entanto, os monitores ultrawide apresentam alguns problemas. Vários games não possuem a compatibilidade com as resoluções dos monitores do tipo 21:9. O resultado pode ser as incômodas faixas pretas.

Pode ser que seja preciso fazer um upgrade na placa de vídeo para tirar todo o proveito de resoluções mais altas em jogos mais pesados. Nesse caso, a escolha por dois monitores pode ser a melhor solução

Além disso, quem utiliza monitores na vertical, seja para visualização de sites ou escrever textos, pode não se adequar.

PREÇO
Aqui no Brasil ainda é um pouco difícil encontrar monitores do tipo ultrawide. Em uma pesquisa rápida nas principais lojas online, foram encontrados modelos de apenas três fabricantes: LG, ASUS e Philips. 

No mercado nacional, é possível encontrar modelos ultrawide em quatro tamanhos: 21 a 34 polegadas. Os preços variam de R$ 700 a quase R$ 3.000.

ALGUNS MODELOS
Asus PB298Q – 29 polegadas, tela IPS de Led, resolução de 2560×1080 pixels, 60Hz, 5ms de tempo de resposta, saída de áudio e entradas HDMI, DisplayPort e Dual-Link DVI. Permite ajusto de inclinação e altura.

LG 25UM65 – 25 polegadas, tela IPS de Led, resolução de 2560×1080 pixels, 60Hz, 5ms de tempo de resposta, entrada de áudio e saída de fone de ouvido, duas entradas HDMI, DisplayPort e Dual-Link DVI. Permite dividir a tela em até quatro partes distintas de trabalho.

Philips 298P4QJEB – 29 polegadas, Tela IPS LCD, resolução de 2560×1080 pixels, 60Hz, 14ms de tempo de resposta, 4 entradas USB 3.0, 2 entradas HDMI, DisplayPort e Dual-Link DVI. Permite que dois dispositivos sejam conectados automaticamente.

VALE A PENA?
Se você precisar ampliar seu campo de visão para aumentar a produtividade, os monitores do tipo ultrawide podem ser uma boa opção. Eles permitem que a imagem seja visualizada sem barreiras, diminui a quantidade de cabos e oferece um maior conforto visual. No entanto algumas características precisam ser levadas em consideração.

A principal delas é o preço e a disponibilidade. Apesar de oferecerem alguns recursos interessantes, não há uma grande variedade de modelos e o preço para adquirir um ultrawide pode pesar no bolso.

Os modelos menores, com 21 polegadas, podem não apresentar vantagem significativa em relação ao uso de monitores simultâneos. Os benefícios são maiores conforme o tamanho da tela, e justamente esses modelos custam mais caro. Assim, se você tem um setup com vários monitores simultâneos pode ser melhor esperar até que os preços fiquem mais em conta.

*Fonte: TechTudo

 

 

 

 

COMPARTILHAR:
, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Redação Dualpixel

Monitoramos o que há de mais relevante sobre midia impressa e digital para te manter informado.

Deixe uma resposta